Rádio Reino Vivo
Publicidade
Publicidade
Tobias Barreto/SE
Min.
Máx.
Trabalho missionário 'devolve' visão a duas irmãs cegas, no Nepal
26/08/2019

Vision Christian Media, uma organização cristã Australiana, esteve no Nepal para mostrar a história de Riya, 13 e sua irmã Najmin, 16, duas imãs cegas que se viram pela primeira vez após uma cirurgia proporcionada por trabalho missionário.

Nascidas em uma vila remota no norte da Índia, nos meses seguintes ao nascimento, as duas ficaram cegas pela catarata, o que impediu as irmãs de se conhecerem.

Recentemente, as duas adolescentes, que são muito tímidas e quietas, passaram por uma cirurgia no Hospital CBM no Nepal.

A missionária da CBM, Alex, diz que, além da cegueira, as meninas eram muito tímidas, estavam constantemente com a cabeça baixa e evitavam falar, o que as deixava como “se estivessem trancadas em um mundo incrivelmente pequeno”.

Na conversa com a Vision Christian Media, os pais das meninas falaram da alegria que elas sentem, assim como toda a família, pelas filhas poderem enxergar.

Com lágrimas nos olhos, o pai das jovens diz que ficou sem esperança de ver os sonhos de suas filhas realizados, pois não tinham os meios financeiros para investigar a causa ou a cura da cegueira das meninas. Por isso, elas simplesmente aceitaram que ficariam trancadas nesse mundo sombrio de cegueira para sempre, ele diz.

De acordo com a Vision Christian Media, muitas famílias nesta parte do mundo escondem seus filhos com deficiência. Somente quando as clínicas de triagem da CBM vão para as partes mais distantes do mundo em desenvolvimento que famílias como Riya e Najmin são encontradas.

“Eles têm uma esperança de um futuro que eles nunca pensaram que existisse”, diz Vision Christian Media.

"Estava muito triste que elas não podiam ver e viver suas vidas normalmente", compartilha o pai das meninas, enxugando as lágrimas dos olhos.

“Enquanto a maioria das meninas adolescentes está aprendendo a se tornar independente, a única maneira delas saírem de casa eram conduzidas pelos primos”, conta.

A equipe do CBM disse que a maioria dos pais dessa cultura quer que suas filhas vejam para atrair um marido, por isso “era incrivelmente raro ouvir o pai de Riya e Najmin dizer que, depois que eles voltassem a vista, ele quer que eles procurem escola, para que elas possam se tornar professoras ou decidirem o que querem fazer com suas vidas”.

Agora, as meninas estão ansiosas por "poder ler e escrever de maneira adequada".

“É um momento muito feliz para nós que as pessoas estejam enviando doações para tornar nossos sonhos possíveis e espero que continuem fazendo esse ótimo trabalho. Estou muito feliz e talvez outras pessoas como nós possam obter ajuda, exatamente como fizemos”, desse o pai das jovens, que tiveram a cirurgia paga por doações missionárias.

As garotas são muito próximas uma da outra, quase como gêmeas, ambas ligadas entre si dentro de um destino semelhante. Eles estão em grande parte silenciosas nesse vínculo, mas muito animadas com o mundo que está prestes a se abrir diante delas, com a visão restaurada.

Fonte: Guiame
21:00 as 21:00
Publicidade
Peça a sua música!
Envie seu Pedido Musical preenchendo todos os dados abaixo:
Atendimento
Rua João Avila Araujo Filho, n° 415 - Tobias Barreto/SE
Ligue agora
(79) 9958-3776
Horário de atendimento
07:00 AS 23:00 HS